Diferente de tendências de decoração, eu acredito que o uso de cores em um projeto é MUITO IMPORTANTE! Elas personalizam, podem dar VIDA à decoração e despertam sensações.

Por isso nós, profissionais que trabalhamos com cores, precisamos saber de que forma elas afetam as pessoas. Cada cor atua de uma diferente forma, o que vai implicar na mudança será a ocasião.

O amarelo, por exemplo, pode ter um efeito caloroso ou irritante, depende da forma e do local onde ele for aplicado.

Neste quarto de bebê aplicamos o amarelo de forma bem pontual, para complementar a neutralidade do cinza. 

As cores nunca estão sozinhas, elas estão sempre cercadas de outras cores, por isso, cada efeito, cada composição é o resultado de uma escolha.

E tão importante quanto a cor predominante, são as combinações de cores, a criação de um “acorde cromático.”

Cores complementares

São as que mais contrastam entre si no círculo cromático e se encontram sempre uma diante da outra. Você sabia que todos os pares de cores complementares mistura­dos resultam em uma mesma cor?! É um tom marrom acinzentado.

Podemos dividir as cores em cores quentes e frias, primárias e secundárias. 

Cores primárias

São as cores puras, ou seja, que não podem ser criadas a partir da combinação de outras cores. São consideradas cores vibrantes, então, para o uso delas na decoração é preciso ter cuidado! 

Se usadas da forma errada podem deixar o ambiente cansativo visualmente. Mas, se bem utilizadas, deixam o ambiente cheio de personalidade! 

Você já pensou em decorar um ambiente fazendo uso das cores primárias (juntas)? Muitas vezes é uma questão de achar o tom certo de cada cor.

Cores secundárias

São aquelas criadas a partir da mistura das cores primárias, resultando no roxo, verde e laranja.

Cores quentes

É o vermelho, o amarelo, o laranja e suas variações e tonalidades. Elas são cores que remetem ao sol, ao calor, ao fogo, a alegria e descontração.

Na decoração associamos bastante a sensação de aconchego e estímulo ao relacionamento entre pessoas. Quando precisamos esquentar e alegrar visualmente um ambiente, devemos usar este grupo de cores.

Por exemplo: o amarelo e laranja são ótimos para criar a sensação de vitalidade, dinamismo e alegria. Essas cores podem ser usadas em cozinhas, academias, locais de trabalho e de estudo também.

Além delas estimularem a energia física, estimulam a energia mental também.

Cores frias

É o azul, o verde, o roxo e suas variações e tonalidades. São cores que remetem a água, ao gelo, ao céu, árvores.

Elas devem ser aplicadas em ambientes que necessitam de um sentimento de tranquilidade, organização, limpeza e paz.

Por exemplo: spas, centro de estéticas, salas de massoterapia... O uso do azul, verde ou roxo é ótimo para levar à sensação de relaxamento e tranquilidade em consultórios e hospitais (por causa da associação com organização e limpeza).

Eu acredito que uma forma ótima de incluir cores vibrantes ou fortes em um ambiente é colocando nos itens de decoração mais fáceis de trocar, como almofadas, luminárias decorativas, quadros e outros objetos.

Você cria uma base neutra (que vai durar uns bons anos) e os demais itens podem ser trocados conforme a preferência do cliente for mudando.

E você? Faz uso de cores nos seus projetos? 

Sabe onde você encontra mais conteúdos sobre CORES? No nosso Guia de Decoração!!! Nós temos também a versão E-book, que você recebe o acesso logo após a compra para já sair lendo tudo!!!

Beijos e até depois,

Rê.