Quantas vezes você já ouviu que a cozinha é o coração da casa?

É nela que preparamos as refeições, recebemos pessoas queridas, reunimos a família...

Mas, assim como os cuidados que devemos ter para garantir o bom funcionamento de um coração, precisamos ter alguns cuidados essenciais na hora de projetar esse ambiente para que ele funcione perfeitamente, garantindo o bem-estar no dia a dia do nosso cliente!

Antes de começar o projeto da cozinha dos sonhos, temos que conversar com cliente e entender como ele vai utilizar esse espaço, quais são os hábitos dessa família, os equipamentos que já possuem, se gostam de cozinhar...

Na Dica do Dia de hoje vamos falar sobre as configurações de uma cozinha, a importância da ergonomia, o melhor material para uma bancada... Vamos ver?

As zonas gerais de uma cozinha

Um projeto de cozinha possui diferentes áreas de trabalho e fluxos. Para deixar este ambiente funcional, devemos considerar os principais pontos de movimentação, que estão entre a geladeira, a pia e o fogão.

Para isso basta imaginar a ordem de uso deles: armazena na geladeira, retira o alimento dela e coloca na bancada, higieniza na cuba, prepara na bancada e cozinha no fogão.

Estas são as zonas gerais de uma cozinha:

  • Área de trabalho: Espaço de apoio, espaço para preparação, bancada de trabalho
  • Área quente: Espaço para cozinhar, área de cocção, área do forno / fogão
  • Área molhada: Espaço da pia, área de limpeza
  • Área de armazenagem: Espaço para armazenamento, espaço que podemos chamar de despensa ou para armazenar utensílios em geral.

Todos estes espaços se relacionam no processo de preparação dos alimentos, por isso eles têm que atender todas as necessidades solicitadas pelo cliente da forma mais eficiente possível. 

Além disso, a circulação é um ponto chave para a funcionalidade e conforto de uma cozinha (ninguém gosta de cozinhar e ficar  esbarrando nos móveis ou nas outras pessoas que também estão cozinhando). Por isso é importante deixar um espaço de circulação confortável. 

Configurações de Cozinha:

Linear

A cozinha linear é muito usual em ambientes menores que precisam sempre ser bem aproveitados (principalmente em apartamentos populares), nela o fogão, a pia e a geladeira ficam alinhados sobre uma bancada. Uma ótima ideia é utilizar armários superiores na parede, para deixar a bancada livre. Já os equipamentos ficam lado a lado e, se bem-posicionados, tornam-se muito funcionais.

O ideal é que a pia fique entre o fogão e a geladeira e, entre eles, uma bancada de apoio. Esse tipo de configuração é utilizado em ambientes pequenos ou largos. Não é ideal que o fogão e a geladeira fiquem lado a lado: o aquecimento do fogão pode atrapalhar o funcionamento da geladeira.

Em ilha

A cozinha em ilha é uma solução para ampliar e integrar os ambientes, principalmente em apartamentos compactos. Fique atento às questões técnicas e estruturais e também aos projetos complementares.

As cozinhas desse formato normalmente têm duas bancadas de trabalho, uma encostada na parede e outra paralela, a qual chamamos de ilha. Nessa ilha pode estar o fogão / cooktop ou, em algumas situações, até mesmo a pia (avalie a possibilidade de deslocar os pontos hidráulicos, elétricos, paredes).

Cuidado com a circulação! A ilha deve respeitar a distância mínima de 120cm entre as duas bancadas e, pelo menos, prever 60cm em toda a circulação do entorno (elas podem ter armários inferiores ou ser acompanhadas por mesas / bancadas de refeições).

Paralela

Neste layout existem duas bancadas alinhadas, uma de frente para a outra, que podem ser utilizadas em muitas situações. Na distribuição o ideal é deixar a pia e o fogão numa mesma bancada e a geladeira e a área de armazenamento na bancada oposta. A circulação ideal é de 120 cm, mas nem sempre existe esse espaço disponível. Sendo assim, muitos casos ficam com 90 - 100 cm de circulação.

Em “U”

Com circulação fácil e bem-distribuída, este layout utiliza três paredes para apoiar as bancadas, formando assim um “U”. É uma configuração versátil e que reduz muitos deslocamentos. Nela todos os setores ficam próximos e com boas áreas de apoio entre eles.

Em “L”

Para optar por este layout é importante ter um espaço mais amplo! Ela segue o mesmo conceito da cozinha em “U”, deixando um bom espaço para circulação. Essa configuração é muito utilizada em ambientes onde é necessário ter uma mesa, dessa forma ela funciona como copa-cozinha. Na distribuição são utilizadas duas paredes ortogonais (prefira deixar o fogão perto da pia). Posicione os eletrodomésticos como preferir e procure aproveitar os cantos, utilizando armários, não gavetas (isso em pelo menos um dos cantos).

Acabamentos para bancada – qual pedra usar?

Qualidade do material, durabilidade e facilidade de limpeza são alguns dos principais pontos que devem ser observados na hora de definir qual o melhor acabamento para a bancada da cozinha. Vamos ver algumas opções:

Granito

Ideal para bancadas, o granito é uma pedra natural, bem resistente (inclusive a riscos), de fácil limpeza e com bom preço.

Mármore

Mais poroso, menos resistente e mancha com facilidade (não é indicado para bancadas).

Madeira

Se for maciça e envernizada ela resiste ao contato esporádico com a água.

Silestone

Composto por quartzo e muito resistente a riscos, sua superfície não é porosa e resiste a manchas de café, vinho, suco de limão e vários outros produtos de uso diário.

Porcelanato

Resistente, impermeável e fácil de limpar, o porcelanato é um ótimo material para ser utilizado em bancadas. Pode ser aplicado em estrutura de concreto, alvenaria ou metálica.

Aço inox

De fácil limpeza e resistente a altas temperaturas, o aço inox é muito indicado para as cozinhas industriais. O ponto negativo deste material é que ele risca com facilidade.

Ergonomia + estética: a importância de considerar a estatura do cliente

Ficar curvado ou na pontas dos pés é extremamente desconfortável para qualquer pessoa, por isso é muito importante considerar a estatura do cliente na hora de projetar uma cozinha, adaptando as medidas ao padrão de cada situação familiar.

Para quem tem altura de 1,60m a 1,70m, o balcão pode estar entre 85cm a 95cm do nível do piso (normalmente usamos 91cm de altura em bancadas).

Já entre o armário inferior e o superior a distância pode variar de 50 a 80 cm. A medida de profundidade ideal para o módulo inferior é entre 55cm e 70cm, já para o módulo superior é de 30cm a 40 cm.

Gostou do conteúdo de hoje? Quer saber ainda mais sobre cozinhas?

O meu Guia de Cozinha vai te dar todas as informações sobre como projetar uma cozinha, como detalhar os espaços para armazenamento, os fluxos e as diferentes áreas de trabalho! Confere lá!

Beijos e até depois,
Rê.