Se tem um assunto que sempre é motivo de dúvidas na hora de projetar uma cozinha, é a torre de eletros ou torre quente. Por isso, hoje selecionei algumas dicas muito valiosas que aprendi do melhor jeito: projetando, estudando e colocando o conhecimento em prática. Vamos lá:

Muita atenção com as alturas de cada eletrodoméstico, antes de tudo uma cozinha precisa funcionar e ser ergonomicamente correta para quem usa ela.

Por exemplo: para pessoas de estatura média e alta, um forno micro-ondas pode ser instalado na altura de 1,50 m, já para quem é mais baixinho essa altura não é acessível, precisa estar em uma altura um pouco menor.

Você costuma perguntar a estatura dos seus clientes na fase do questionário/briefing? #DicaDoDia

Outra dica essencial que deve ser feita na fase de projeto e detalhamento e que pode evitar MUITA dor de cabeça na obra é checar as medidas exatas de cada eletrodoméstico que será instalado na torre, de acordo com indicação do manual do fabricante.

Para os nichos dos eletrodomésticos, não usamos medidas padronizadas, porque cada modelo e fabricante pode exigir alguma medida ou detalhe diferente. Por isso, defina e confira os modelos e manual de cada eletro, antes de detalhar o projeto.

Depois dos modelos e posições definidos, precisamos prever os pontos elétricos, hidráulicos se necessários e a circulação de ar da torre.

Para que aconteça uma circulação de ar adequada nos fornos precisamos posicionar a grelha de ventilação na lateral ou fundos dela (dependendo do projeto), assim acontece a troca do ar quente gerado pelo forno, pelo ar frio. E essas informações também precisam estar no projeto e no detalhamento para o marceneiro prever os recortes necessários durante a produção do móvel.

Depois, vem os pontos de alimentação elétrica de cada eletro, dependendo da situação de cada projeto, podemos colocar os pontos elétricos na lateral ou nos fundos do móvel. E além da posição das tomadas, no manual do eletrodoméstico você precisa conferir informações como a voltagem, amperagem e potência de cada eletro e colocar elas no projeto também, para que cada tomada seja instalada de forma correta e não aconteçam surpresas desagradáveis na hora da instalação final.

Gostou das 3 dicas?

Sabia que este blog com muito mais conteúdos de marcenaria?

Então continua explorando para ler mais conteúdos como esse!

E até depois,

Rê 💕