Quando falamos em marcenaria, móveis planejados e móveis sob medida, temos que ter em mente que este é um assunto muito amplo!

Isso porque hoje em dia nós temos milhares do opções de produtos, acabamentos, além de uma diversidade incrível de acessórios para deixar o projeto do jeito que o cliente sempre sonhou!

Quando vamos detalhar marcenaria temos que ter em mente a importância dos materiais, acabamentos, espessuras, ergonomia, funcionalidade, entre outros pontos, para conseguir entregar o melhor detalhamento de acordo com o perfil, o estilo e o budget do nosso cliente.

Por isso mesmo é que criatividade, conhecimento e ideias não podem faltar para os profissionais de arquitetura e decoração! Hoje vamos falar um pouco sobre espessuras e onde usar cada uma delas:

Espessuras

Quais são as espessuras mais comuns no mercado de móveis planejados e de marcenaria?

  • 6mm
  • 9mm
  • 15mm
  • 18mm
  • 25mm
  • 40mm
  • 60mm

Estas são as mais usadas, mas é claro que existem variações (algumas delas maciças, outras não). Mas onde usamos cada uma delas?

Normalmente as lojas, os marceneiros e as fábricas já têm o seu padrão. Por isso não é preciso que a gente se preocupe com a espessura do fundo de uma gaveta, por exemplo. Mas é preciso sempre saber o que o parceiro/fornecedor está usando.

Em caixaria, que é a parte interna do armário (as laterais, a base superior e base inferior), usa-se 15mm ou 18mm de espessura. A de 15mm normalmente é mais usada no caso de um budget mais apertado e a de 18mm já é uma solução mais consistente.

Hoje em dia, nos projetos de cozinha, recebemos muito pedidos daquelas gavetas enormes para acomodar as panelas e travessas no lugar das portas duplas, mas é preciso pensar que essas gavetas vão precisar “correr” com esse peso todo!

Por isso a importância de pensar na estrutura dessa gaveta para garantir a durabilidade desse armário (para esses casos, a base deve ter no mínimo 9mm de espessura). Para gavetas destinadas a maior suporte de peso o ideal é 15mm de espessura.

Já para as portas e frentes de gaveta, a maioria segue o padrão de mercado, que é de 18mm de espessura (existem algumas variações, como no caso de quando é aplicada a lâmina natural).

Quando o trabalho é com portas ripadas, a queridinha do momento, temos o dobro de espessura nas portas ou frentes de gaveta. Aí temos uma série de variáveis que devemos ter atenção, dentre elas a quantidade de dobradiças (que deve ser maior), ter cuidado com o vão entre as ripas (deixando o vão bem espaçado entre elas para poder abrir) ou, no local aonde vai a dobradiça, deixar um vão maior do que no restante da porta.

Para os tampos e bancadas aconselhamos usar de 25mm de espessura para cima! Menos que isso a madeira vai empenar (não adianta querer baratear o projeto porque não vai funcionar)!

Já para os tamponamentos são usadas, de forma geral, as espessuras de 18mm a 25mm.

Dica para quem é novo no assunto

O tamponamento é o envoltório, são aqueles painéis que envolvem o armário. Eles têm função estética, mas também de suporte de peso, aumentando a robustez do armário!

As laterais têm a função de estruturar o armário. A parte que suporta o peso realmente são as prateleiras internas, as estruturas horizontais. Eu sugiro que você vá nas larguras maiores, a partir de 800mm e a prateleira com 25mm de espessura. Isso evita o empenamento, você consegue colocar mais peso e o projeto fica mais funcional para cozinha, dormitório, etc...

Tá gostando das dicas de detalhamento de marcenaria?

À medida que a gente vai detalhando fica mais confiante, te garanto!

Agora, se você quer aprender tudo sobre esse tema eu te convido a fazer o meu Curso Detalhamento de Marcenaria, onde vou ensinar todos os meus segredos de detalhamento de móveis!

Beijos e até depois,