Projeto de quarto de bebê: aprenda por onde começar

Um bom planejamento, muita segurança e funcionalidade devem ser características de um projeto para um quarto de bebê. Como bons profissionais, a gente não pode só pensar em fazer o projeto mais lindo ou mais lúdico. Antes de mais nada, precisamos garantir a segurança de quem vai, não só ocupar o espaço, como também se desenvolver ali. E, além de tudo isso, é um ambiente em constante mudança... O tempo vai passar rápido e logo logo o recém nascido vai precisar de um berço maior, depois de uma cama e assim por diante. Por isso, separei algumas dicas sobre esse assunto, que pode parecer complicado no início, mas logo mais vocês vão entender o que é essencial em um quarto de um baby. 

 

 

1o. DICA: Se certifique que os móveis como o berço, a cômoda, o trocador, também tapetes, almofadas e até brinquedos estejam dentro do padrão de segurança da ABNT.

 

 

2o. DICA: Cuidado redobrado no momento de fazer o levantamento do espaço. Você vai precisar analisar questões como circulação de ar, iluminação, incidência solar, acústica e segurança para usar como ponto de partida pra o começo do projeto. Você vai precisar transformar o ambiente em um local ventilado, mas que não atinja o bebê de forma direta. Bem iluminado, para estimular o desenvolvimento dele, mas com opções de luz indireta e bloqueio total da luz, para um sono tranquilo. Uma temperatura saudável deve variar entre 20 e 26 graus. O ambiente deve ser silencioso e não ter acesso a aberturas, de uma forma direta, como janelas. 

 

3o. DICA: agora vamos algumas dicas mais práticas. Alguns materiais que a gente gosta de indicar para quartos de bebês, que misturam funcionalidade e estética. 

 

Piso vinílico - são pisos macios, antialérgicos, térmicos, antiderrapante, fáceis de limpar e ainda podem ser aplicados sobre pisos existentes.

 

Iluminação com dimmer - use lâmpadas com dimmer, para conseguir controlar a luminosidade e ajustar a intensidade da luz no interruptor. 

 

Tecidos para cortina - opte por tecidos fáceis de lavar, como o algodão e voil. 

 

Tapete - deve ser composto por materiais atóxicos, antialérgicos e antiderrapantes. Em lojas especializadas em produtos infantis, você encontra soluções super seguras, neste sentido.

 

Eu teria muitas outras dicas sobre esse assunto, para passar para você, mas esse post ficaria longo demais. Então eu sugiro que você conheça o nosso Guia de decoração para quartos de bebê, uma parceria minha com a arquiteta Rebeca Souza. A Rebeca se tornou mãe recentemente e por isso resolvemos fazer este Guia, para ajudar a todos os profissionais que não conhecem muito deste assunto, que tem tantas especificidades. Clica aqui para conhecer ele - além de tudo o Guia ta lindo, to apaixonada por ele. 

 

Até mais!!

Deixe um comentário