Quando falamos de especificação técnica em um projeto, precisamos criar um checklist com todas as informações sobre o produto, incluindo as medidas, a ventilação, o tamanho do nicho que vamos precisar para embutir, a amperagem (voltagem) da tomada, a altura dela.

Isso tudo para não correr o risco de criar um grande problema para você e para o seu cliente! Quer um exemplo?

Quando falamos em escolher uma geladeira side by side a primeira coisa que temos que ter cuidado é com a questão da abertura das portas (não tem como encostá-la na parede, a porta não vai abrir)!

Em alguns modelos também precisamos prever um ponto de água para a saída de água e gelo. Se na hora do projeto não for previsto esse ponto, a geladeira não vai funcionar

Entendeu a importância de ter um checklist específico para os aparelhos? Ele vai servir para facilitar o processo como uma forma da gente não esquecer nenhum detalhe!

Vou te dar mais um exemplo que costuma dar muito problema quando não fazemos o checklist específico: imagine que o seu cliente quer instalar um ar-condicionado...

Não basta somente comprar o aparelho! É preciso prever a tomada, o dreno, a altura da tomada para ela não ficar aparecendo, a posição do dreno para não ficar aparecendo, a posição da máquina na parede, a distância que ela vai ficar do teto.

Além disso, todas essas máquinas precisam de manutenção e, para a gente instalar, colocar e tirar, precisamos deixar uma folga entre a máquina e o teto para conseguir fazer esse movimento.

Quanto melhor a especificação, menor a quantidade de problemas que nós profissionais teremos depois.

E como fazer para não errar? Crie um fluxograma de etapas, dessa forma, sempre que a gente for escolher um equipamento, teremos uma ordem a seguir:

  • Briefing;
  • Levantamento;
  • Entender qual é o equipamento.

Aí você me pergunta:

- Renata, como assim entender qual é o equipamento?

É alinhar o briefing à necessidade do cliente, para depois escolher o equipamento ideal!

No caso de um ar-condicionado, temos que entender o tamanho do ambiente para saber quantos BTUs serão necessários.

Se é um equipamento de cozinha, entender qual é o espaço e quantas pessoas vão utilizar para definir o melhor tamanho (ex: uma geladeira side by side, french door)...

Se é uma máquina de lavar, se vai ser lava e seca, se vai ser só máquina de lavar, se a necessidade é de maior ou menor capacidade (se para mais ou menos quilos).

Somente depois disso a gente pensa no layout! É muito importante entender que, durante o processo decisório, primeiro a gente define a necessidade, depois define o equipamento!

No fim do dia o nosso trabalho é levar as melhores soluções para facilitar a vida do nosso cliente! Gostou das dicas de hoje?

No próximo post vou te dar algumas dicas para te ajudar na escolha dos eletrodomésticos. 

Beijos e até depois,

Rê.