O que fazer ANTES de enviar uma PROPOSTA DE TRABALHO para o seu cliente

Você tem dúvidas na hora de desenvolver uma proposta de trabalho?


Você tem uma proposta de trabalho?


Você já precisou de uma proposta de trabalho?


Então… é um assunto diferente, mas é um dos primeiros assuntos que utilizei quando comecei a compartilhar meu conhecimento, sabia?!


Como meu objetivo é ajudar você, presta atenção na #DicaDoDia de hoje...


A primeira coisa que a você precisa entender é a diferença entre uma proposta de trabalho e um orçamento.


Quando a gente está falando sobre proposta de trabalho, estamos falando de quanto a gente cobra para fazer a nossa prestação de serviço como profissional, para o nosso cliente.


Quando a gente fala de orçamento, a gente está falando do valor que custa para executar o projeto.
Quer aprender muito mais sobre orçamento estimado? Aperta aqui e saiba mais sobre o COMBO ME FORMEI!
Entendido?


Agora posso começar a te contar os primeiros passos, que precisamos fazer ANTES de fazer uma proposta de trabalho!


Quando um estudante se forma, sai da faculdade e começa a trabalhar, geralmente se tem muitas dúvidas sobre como começar a cobrar pelo seu serviço.


Então, a primeira coisa que você precisa fazer, é uma análise do mercado!


Quem são os seus concorrentes?


Vamos supor que existam o escritório A, o B, o C e o D.


O escritório A cobra por metro quadrado, o B por ambiente, o C por metro quadrado e o D cobra por hora.


Quando a gente sabe quanto os outros cobram, mais ou menos, a gente tem o que a gente chama de 
benchmarking, que é um "espelho".


É muito importante começar a entender o mercado que existe a nossa volta.


Outro exemplo, cada estado do nosso país, tem um cenário econômico, cultural diferente, perfis de pessoas diferentes, por isso o mercado paga diferente em cada estado e por isso os profissionais cobram valores diferentes.


O custo de vida de alguém que mora no Rio de Janeiro, não é o mesmo de quem mora no Rio Grande do Sul e assim por diante.


Além de analisar o mercado, precisamos analisar também a nossa região, a nossa cidade. E assim, juntamos uma série de fatores que irão nos ajudar a fazer uma análise bem completa.


Então a minha Dica é que você estude, pesquise quantos profissionais têm na sua região, descobre qual a especialidade deles, quanto eles estão cobrando, quanto tempo eles demoram para entregar os seus projetos. Junta o máximo de informações possíveis do que está a sua volta.


E, depois dessa análise, você precisa se perguntar:


  1. Quanto você quer ganhar?
  2. Quanto vale a nossa hora?


Você já se perguntou isso? Qual a sua meta, onde você quer chegar?


Como diz o professor Vicente Falconi
quem não mede, não sabe o que faz!


Agora você precisa aprender e entender como você cobra pela sua hora!




ATENÇÃO
: A SUPER AULA ESTA CHEGANDO!


Na próxima segunda-feira as 18 horasvamos falar MUITO MAIS sobre proposta de trabalho e ainda contrato de trabalho e responsabilidade profissional, durante a Super Aula gratuita, com o Rodrigo de Carvalho Borges, da Minuto Jurídico.



APERTA AQUI PARA SE INSCREVER NA SUPER AULA!!!

Deixe um comentário