Eu já te falei que na iluminação, quando falamos de temperatura de cor (não o calor físico, mas a tonalidade da lâmpada), quando a lâmpada é quente ela nos causa a sensação de acolhimento. Quando a lâmpada é fria ela nos causa a sensação de “acordar”. Mas e os materiais?

Alguns materiais são mais aconchegantes, mais quentes, tanto que são capazes de fazer com a gente se sinta mais confortável (a madeira é um exemplo imbatível)!

Outros, como as pedras e os metais, tem um toque mais frio... Já perceberam isso?

Quando falamos de materiais quentes e frios na decoração, a referência “quente/frio” não é sobre condução de calor, mas quanto a sensação ao toque!

Cores quentes e frias

As cores quentes (como o laranja, o amarelo e o vermelho) são associadas ao sol. Elas podem nos causar desconforto pois, quando usadas em excesso em um ambiente, nos estimulam e provocam a sensação de criação, agilidade ou angústia.

Já as cores frias, como o azul, são associadas à água. Elas nos acalmam e passam tranquilidade.

Sobre os materiais quentes

Eles retêm calor no ambiente, seu toque é mais quente, pode abafar som, traz aconchego e conforto.

Quais os materiais que entram nessa escala?

Madeiras, tecidos e todos os materiais que nos trazem a sensação de acolhimento.

arqexpress

 

Sobre os materiais frios

O toque desse tipo material é mais frio, ele é mais resistente a água, dá uma maior sensação de limpeza.

Quais os materiais que entram nessa escala?

Porcelanato, pedras, metais...

arqexpress

 

Se a ideia é reformular o ambiente, aposte em uma composição harmoniosa, com elementos que façam sentido para o seu cliente!

E a minha última dica de hoje, no Curso 'Etapas de uma Obra' você vai aprender as etapas, o que se faz primeiro, como organizar as etapas e como montar um cronograma de uma obra! Clica na foto abaixo e faz esse curso também. Beijos e até depois,
Rê.