A televisão é um aparelho muito presente na decoração de salas e quartos. E um dos comentários que mais ouço dos meus colegas de profissão a respeito dele é sobre o cliente querer incluir no ambiente uma daquelas TVs enormes, para ter aquela sensação de cinema na casa dele!

Antes de dizer que sim e sair escolhendo o modelo da televisão para o projeto a gente tem que ver se o cliente tem problema de circulação no ambiente!

Se o espaço for pequeno, temos que nos atentar ao tipo de tela, resolução e número de polegadas deste eletro. A boa notícia é que existem aparelhos de TV com a tela bem fina (cerca de 2cm de espessura), ideais para esses casos.

Além disso, é importante saber se a TV vai ficar na parede, qual o tipo de suporte indicado para ela e quanto esse suporte vai roubar do espaço de circulação (tudo isso vai fazer diferença no resultado).

Tamanho do aparelho

Na hora de especificar uma TV temos que controlar o tamanho do aparelho em relação à distância que ele vai ficar do sofá.

Não adianta querer colocar uma televisão de 80 polegadas a uma distância de 3 metros porque pode acabar ficando desconfortável para quem for utilizá-la no dia a dia.

Para não cometer esse erro o ideal é pegar a medida da TV, dividir pela distância mínima e encontrar a distância ideal em centímetros para o melhor posicionamento. Não basta só escolher o aparelho, a gente precisa fazer com que ele fique confortável para o cliente e ter certeza de ele vai sentir esse conforto.

E a altura? É a mesma para a sala e para o quarto?

Um ponto que eu gosto de salientar é que a altura de instalação da TV no quarto e na sala não é a mesma! Sabe por quê? Porque isso vai depender da altura do sofá e da altura da cama em questão!

Normalmente a altura da cama é superior à altura do sofá. Por isso indicamos a instalação da TV na sala com altura de 120cm a 140cm, já em um quarto a altura recomendada é de 130cm a 150cm.

Outro detalhe que eu insisto bastante é sobre como fica desagradável deixar aquele monte de fios aparecendo.

Uma das dicas que a gente gosta de usar em nossos projetos para evitar esse “varal de fios” é deixar a previsão dos pontos elétricos e a passagem do HDMI. De nada adianta ter uma TV linda e de último modelo com um monte de fios aparecendo!

Evite ainda posicionar estes pontos no eixo da televisão. Isso porque, deixando no eixo, vai ficar muito ruim o acesso. Por isso eu indico posicionar mais para a direita, que é onde acaba ficando a tomada da eletricidade!

Gostou das dicas de hoje?

Beijos e até depois,

Rê.