Renata Pocztaruk

O que fazer quando o cliente não se identifica mais com o seu espaço

Já falamos aqui sobre tendências e estilos de decoração. E uma das coisas que costuma influenciar no estilo é a passagem do tempo, principalmente no caso da nossa história de hoje: um adolescente que já não se identificava mais com o tema infantil de seu quarto.

O projeto, feito pela Eloísa Brun, arquiteta do nosso time, tinha de transformar um quarto de criança em um espaço mais sóbrio e minimalista, que combinasse mais com o estilo de um adolescente/jovem adulto. Vamos ver como ela fez?

Neste projeto de dormitório o cliente queria mudar o estilo, pois a decoração do quarto era a mesma desde a infância e ele dizia que atualmente precisava de outras coisas além da privacidade (a foto abaixo mostra o quarto antes da mudança)


Um dos pedidos era trocar a cama de solteiro por uma de casal. Para isso eu decidi inverter a parede da TV e criar um ripado na frente da porta, que garantia intimidade e funcionava como um painel para a TV.

Também desenhei um móvel mais baixo para que ele pudesse colocar o videogame e demais aparelhos. Outra exigência é que toda a fiação ficasse escondida, então utilizamos um painel para este fim.

Desenhei a cama em marcenaria com gavetas, garantindo mais espaço para guardar coisas. Coloquei uma cabeceira com LED e uma mesa de apoio, desenhada especialmente para esse projeto.

Para esse desenho de marcenaria os materiais utilizados foram o metal preto fosco, MDF branco e cinza grafite. Nas paredes usamos cimento queimado e decorações com detalhes em cinza e preto.


Ao final o cliente disse que gostou muito da transformação, pois combinava muito com o estilo atual dele: mais minimalista e com cores mais sóbrias.

 

Se você também AMA DECORAÇÃO, a gente tem curso Intensivo de Decoração, com tudo aquilo que eu acredito ser ESSENCIAL uma arquiteta/o, um decoradora/o, designer saber! Clica no link e garanta o seu!

Beijos e até depois,
Rê.

Deixe um comentário