Usamos cookies para personalizar sua experiência no site. Ao prosseguir, você declara estar ciente dos termos descritos na nossa Política de Privacidade.

[Dica do Dia] Iluminação: IRC x Temperatura de cor

[Dica do Dia] Iluminação: IRC x Temperatura de cor

| Renata Pocztaruk

Booom Diiaaa!!!

Pergunta: qual o tipo de iluminação a gente deve usar em cada ambiente?!

Antes de você se preocupar com o tipo de iluminação, a luminária ideal, existem alguns conceitos que precisamos conhecer!

Primeira coisa que precisamos entender é sobre a TEMPERATURA DE COR da lâmpada.

A unidade de medida da temperatura de cor é o Kelvin (K). Quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara é a tonalidade de cor da luz. Quando falamos em luz quente ou fria, não estamos nos referindo ao calor físico da lâmpada, e sim a tonalidade de cor que ela irradia ao ambiente.

Abaixo de 3 mil Kelvins: luz quente
Entre 3 e 4 mil Kelvins: luz neutra
Por volta de 6.500 kelvins: luz fria



Outro conceito importante é quanto ao índice de reprodução da cor, ou seja:

O IRC (Índice de Reprodução de Cor), consiste na relação entre a cor real de um objeto ou superfície diante de uma fonte luminosa. O índice varia numa escala de 0 a 100, utilizada para medir a fidelidade de cor que a iluminação reproduz nos objetos.

Nesta imagem a gente consegue perceber:

               Alta reprodução de cores             Baixa reprodução de cores

 As lâmpadas com IRC, na escala entre 80 a 100, são as que reproduzem mais fielmente as cores vistas nos objetos, independente da sua Temperatura de Cor (K), visto que quanto mais próximo de 100 na escala, maior será a precisão das cores.

IRC X TEMPERATURA DE COR NOS PROJETOS

No momento de avaliar qual luz será escolhida para um projeto, pense sempre na finalidade do espaço, ou seja, para o que ele será utilizado?! Assim você consegue perceber, por exemplo, se as cores precisam ser mais destacadas ou menos destacadas.

Em uma cozinha o IRC é fundamental, já que estamos trabalhando com alimentos, limpeza e higiene, precisamos ver se eles estão em condições, se isso for prejudicado e tiver pouca luz, por exemplo, podemos não perceber se um alimento está estragado.


"Muita gente não sabe, mais a cor da lâmpada tem muita influência no preparo das refeições, principalmente pelo fato da interferência nas cores dos alimentos " .

Lâmpadas LED possuem, em sua maioria, IRC 80 que é excelente também para cozinha, além de apresentar outros benefícios.

O efeito [sensação para o ambiente] também é de extrema importância: luzes mais quentes, de tonalidades amareladas, dão aconchego para espaço, nos dão a sensação de relaxamento. Já as as luzes frias são indicadas para ambientes em que é necessário estar mais alerta, como os escritórios e outros locais de trabalho.
LUZ QUENTE ACOLHE. LUZ FRIA ACORDA.
Atenção!!!
Em casas de idosos, os especialistas em saúde da terceira idade, aconselham que seja usada a luz fria, já que eles se expõem menos à luz natural e tendem a se deprimir mais. Assim, a luz nesta temperatura de cor melhora a saúde dos mais velhos.

Gostou dessas dicas?! D
epois que você aprender esses conceitos mais básicos, eu volto aqui para te explicar os próximos passos!

Até mais, Rê!!

Deixe um comentário