Renata Pocztaruk

[Dica do Dia] Conceitos básicos sobre conforto térmico

A maior parte do nosso país possui temperaturas muito elevadas durante ano.

Segundo as indicações das normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), uma zona de conforto térmico aceitável seria em torno de 20 a 23 graus no inverno e de 23 a 26 graus célsius durante o verão.

Então como fazer para manter os ambientes sempre confortáveis?

Por conta da proximidade do início da estação mais quente do ano, hoje eu trago para a Dica do Dia algumas condições do espaço que PRECISAMOS levar em conta antes de desenvolver um projeto!

 

001. A posição solar:

No momento de fazer o projeto arquitetônico de um edifício ou de uma casa, nós profissionais devemos levar em conta a implantação da edificação no terreno.

A planta baixa precisa ser organizada de forma que os ambientes que mais precisam de luz, aqui no hemisfério sul, estejam posicionados na fachada norte.

A fachada norte SEMPRE será a referência para a distribuição dos demais ambientes.

Mas cuidado! Apesar da boa incidência de luz que a fachada norte tem aqui no Brasil, é importante lembrar que este é o local que terá mais contato com o sol durante o dia e, por consequência, terá muita transmissão de calor!

002. Aberturas para ventilação:

Durante o estudo de desenvolvimento de projeto precisamos levar em conta o comportamento do vento.

As portas e janelas devem estar orientadas na direção dos ventos predominantes do local da edificação.

Mas lembre-se: as direções dos ventos são DIFERENTES no inverno e no verão!

Também deve-se fazer o cálculo de ventilação mínima que cada ambiente deve ter, levando em conta a área de cada peça e a função delas.

Outro fator de ventilação é que o ar quente tende a subir, por isso algumas vezes existem entradas de ar em partes inferiores (para captar o ar frio).

Aberturas nas coberturas também ajudam a dissipar o calor.

003. A umidade relativa do ar:

Assim como as temperaturas influenciam muito no nosso conforto dentro de um local, a umidade também tem o seu impacto no nosso dia a dia, seja na falta ou no exagero dela.

Além de desconfortos e falta de disposição é muito comum pessoas manifestarem doenças respiratórias, alergias e irritações.

Em tempos com estes que estamos vivendo, passamos a valorizar AINDA MAIS viver em um ambiente saudável!

Para economizar em recursos artificias como ar-condicionado, cortinas, etc, o ideal é que lá na concepção do projeto arquitetônico o profissional responsável leve em consideração todos estes fatores.

E aí, vocês aplicam tudo isso nos seus projetos arquitetônicos?

E a minha última dica de hoje, é para você, que quer começar o ano de 2021 como um profissional diferenciado, adquirir o quanto antes o Combo de e-books, com 8 guias com os principais assuntos técnicos e criativos que usamos no nosso dia a dia, na ArqExpress, para você entender a nossa forma de projetar e aplicar no seu método de trabalho também!

Você vai levar o guia de iluminação, de decoração, de cozinha e muito mais por apenas R$ 199,00!



 

 

Deixe um comentário